Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

cio da terra- letre de milton nascimento, musicado por chico buarque

«Debulhar o trigo

Recolher cada bago do trigo

Forjar no trigo o milagre do pão

E se fartar de pão

Decepar a cana

Recolher a garapa da cana

Roubar da cana a doçura do mel

Se lambuzar de mel

Afagar a terra

Conhecer os desejos da terra

Cio da terra propícia estação

E fecundar o chão»

 

quão importante é a terra que pisamos, sujamos, desrespeitamos? um abraço, Manuel Sérgio Alvor

Ouvir Música

Temas:
publicado por 12A1 - ESTavira às 18:55

| Comentar | Ver comentários (1)
Sábado, 18 de Fevereiro de 2006

Quem tem medo do desenvolvimento sustentável?

CHOCANTE!!!!
Noticia do Público (disponível em http://ecosfera.publico.pt/destaque/ogm.asp)

07-02-2006

«Moratória proibida sobre organismos geneticamente modificados
Organização Mundial do Comércio condena UE por violação das regras do comércio


A Organização Mundial do Comércio condenou a União Europeia (UE) e outros seis Estados membros por violação das regras do comércio, na sequência da proibição de entrada de organismos geneticamente modificados sob a forma de uma moratória.

Este veredicto responde a uma queixa apresentada pelos principais produtores de geneticamente modificados - os Estados Unidos, a Argentina e o Canadá.

Num relatório com mil páginas - que ainda está a ser estudado por governos e advogados -, os juízes da Organização Mundial do Comércio (OMC) concluíram que a UE aplicou uma moratória sobre as importações de transgénicos entre Junho de 1999 e Agosto de 2003. Bruxelas alega que a moratória nunca foi declarada oficialmente.

Para além disso, seis Estados – França, Alemanha, Áustria, Itália, Luxemburgo e Grécia – violaram as regras ao aplicar as suas próprias proibições à importação de OGM.

A decisão deverá ser confirmada dentro de um mês, podendo haver recurso.»

E esta??

Temas:
publicado por 12A1 - ESTavira às 12:57

| Comentar | Ver comentários (5)
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2006

Adorei o poema! E a propósito de mãos e floresta...

publicado por 12A1 - ESTavira às 15:33

| Comentar | Ver comentários (5)
Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2006

As mãos

Com mãos se faz a paz se faz a guerra.
Com mãos tudo se faz e se desfaz.
Com mãos se faz o poema - e são de terra.
Com mãos se faz a guerra - e são a paz.

«...De mãos é cada flor cada cidade.
Ninguém pode vencer estas espadas:
nas tuas mãos começa a liberdade.»

Manuel Alegre

enviado por:manuel sérgio alvor

Temas:
publicado por 12A1 - ESTavira às 17:10

| Comentar | Ver comentários (2)

Arranca ou não arranca

Ao q parece tá tudo sem vontade de escrever. Se calhar o poema de abertura não despertou celeuma e discussão, ou então é mais uma vez o urgente a roubar tempo ao necessário. Vá, vamos virar a página e tornar isto mais espontâneo . . . hugo
publicado por 12A1 - ESTavira às 17:00

| Comentar | Ver comentários (1)
Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2006

Abertura

«Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias.»

Poema de Sophia de Mello Breyner

Temas:
publicado por 12A1 - ESTavira às 13:22

| Comentar | Ver comentários (7)

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Contaminação transgénica ...

. Por que palavras? - Conto...

. ONU alerta que humanos ac...

. SAMBA PELA VIDA

. Palavras Repetidas - by G...

. cio da terra- letre de mi...

. Quem tem medo do desenvol...

. Adorei o poema! E a propó...

. As mãos

. Arranca ou não arranca

.Arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.Ligações

.participar

. participe neste blog